11 de fev de 2014

SOBRE A DISTÂNCIA E O TEMPO


"Te pensar me corrói
Não te ter me destrói
Já não sei o que quero
Apesar de te amar

Tanto tempo perdemos
E estamos perdendo
Tão longe um do outro
Precisando nos afastar

Quanto mais eu reflito
Mais eu sinto sua falta
Nosso tempo vai morrendo
E eu não quero te deixar

Ao mesmo tempo ainda vivo
E a vida não dá trégua
Eu preciso do carinho
Que você não pode dar"
Thiago Lamas

MONSTROS


"Eu costumava amar a noite. As estrelas, a escuridão, o clima... Me sentia em paz. Mas já faz um tempo que não é mais assim.
A noite é quando os monstros vem pra me pegar. Eles saem de baixo da cama, do armário, dos meus mais terríveis pesadelos, e eu não tenho mais fôlego pra correr. Eles acabam me alcançando e me derrubando toda vez, me convencendo de que sou fraco, que não sou forte pra enfrentá-los. Me fazem sentir pequeno, frágil, totalmente à merce de seus desejos.
Eu não consigo fugir, nem controlar. Só consigo fechar os olhos e chorar... chorar... Eles vão me assombrar até eu não aguentar. Até eu não suportar. Até eu desistir.
E eu sinto, cada vez mais, que não está longe. Em breve eles me levarão, e eu nunca mais verei a luz do dia."
Thiago Lamas