29 de jul de 2014

BEIJA-FLOR


"Sou eu assim beija-flor
Depois de tanto provar
Flor de todo sabor
Olha onde eu fui posar

Depois de experimentar leques de tantos jardins
Fui me apaixonar pela rosa que decidiu brotar... Em meio ao capim

Sem adubo e sem irrigação
Sob a água da chuva e o calor do verão
Foi a obra mais bela nascida nesse chão

Muito mais do que qualquer floricultor poderia cultivar
A obra mais rara que se pode imaginar

E depois de provar o pólen com sabor de mel
Não precisei mais voar pra tocar o céu

E de beija-flor decidi me tornar
Poeta lírico só pra eterniza-la...

Hoje é minha flor, rosa do meu jardim
Beleza inigualável, presente de Deus pra mim!"
Aline Alves