26 de mai de 2012

VAZIO




"Uma tela em branco
Falta de imaginação
Uma aquarela de emoção
Preciso de inspiração


Me sobra ócio
Me falta ideia
Me enche o tédio
Haja paciência


Me sinto só
Me sinto fraco
Me sinto aflito
Me sinto apático


Vazio dos infernos
O silêncio em volta
O caos interno
O medo me afronta


Tanto pela frente
Novas perspectivas
Que venha o amanhã
E me devolva a vida"
Thiago Lamas

22 de mai de 2012

ATÉ QUANDO


"Sabe quando você acha que superou algo e de repente, se depara com uma situação que prova que você é um fraco?
Sabe quando uma coisinha simples te arranca lágrimas extremamente dolorosas?
Sabe quando você quer não pensar e simplesmente não consegue organizar a confusão em sua mente?
Nesse momento você quer um amigo, um abraço, um carinho, mas ainda assim continua só.
Sabe quando pessoas que você achava maduras agem feito uma criança mimada quando você bate de frente?
Às vezes eu só queria um pouco mais...
Eu não peço, eu não procuro, eu não exijo...
Continuo calada vivendo minha triste imperfeição.
Fico me questionando se saber o que realmente iria acontecer mudaria algo...
Devo ter esquecido que antes de chegar ao fim eu tinha que viver o inicio.
Talvez eu esteja dormindo de olhos aberto...
Mas se nada disso é reconhecido ainda, porque será que eu ainda luto?
Acho que o jogo é muito maior e que preciso ser substituída... Creio que já fui...
Quantas vezes te pedi para pensar e agir antes que fosse tarde. Hoje só restam as cinzas dos planos não concretizados.
Mas como abandonar tudo isso?
Não é fácil erguer a cabeça e se desvencilhar de algo que faz parte de você.
É como sentir o calor do sol e ainda assim ver a escuridão do céu.
É como encontrar um oásis e ainda assim ter sede.
É como ter uma bussola e não saber o caminho.
O que posso fazer? Fingir que nada sinto? Desculpe-me, mas não consigo!
Você sabe que mesmo que você mude seu passado de sombra e luz, tudo sempre voltará para o mesmo lugar?
Acreditar na esperança é o que me faz viver.
Ainda assim me pergunto se mesmo que você alcance sua glória será que é tudo que sempre sonhou?
Não quero mais tudo o que o destino me traz.
Ter esperança apenas é o necessário? Será suficiente?
Até onde isso vai chegar?
Até onde vamos com isso?
Até quando vamos nos machucar?
Até quando?"
Aline Alves


NUM PISCAR DE OLHOS




"Num piscar de olhos
Uma breve distração
Escapou por meus dedos
Já não está em minhas mãos


Tudo o que fomos juntos
O nosso distante passado
Parece que foi ontem
Que estávamos lado a lado


Tantos planos que fizemos
Não são nada mais, agora
Apenas sonhos que tivemos
São lembranças de outrora


Cada pegada na areia
Nossos passos duplicados
Mas um dia a ventania
Apagou os nossos rastros


E agora aqui me encontro
Já não há dada a dizer
Só que sinto a sua falta
Que saudade de você..."
Thiago Lamas

18 de mai de 2012

COMPARTILHANDO




"E continuamos aqui
Escrevendo da nossa angústia
Dividindo nossa vida
Nossas ideias e dúvidas


Contando sobre os nossos dias
Lutando contra vários medos
Conversando sobre nossas sinas
Seja tarde ou mais cedo


Pedindo conselho e ouvindo
Falando demais e orando
Olhando pra frente e sorrindo
Lembrando tudo e lamentando


Querendo sonhar de novo
Tentando deixar de lado
Sonhando ter outra chance
Trazendo a tona o passado


Fazer de tudo, tentando
No fim das contas, chorando
Acima de tudo, amando
Mas sempre juntos, compartilhando"
Thiago Lamas

15 de mai de 2012

ESTAÇÃO SANTA INÊS


"Fazia tempo que eu vinha sendo forte, mas hoje por um capricho meus olhos resolveram libertar as lágrimas que estavam presas desde a última vez.
Vi algumas fotos, ouvi algumas músicas, tive algumas recordações... Abracei aquele bichinho de pelúcia e simplesmente chorei...
Nunca mais irei te ver, nem ouvir tua voz. Pretendo não manter contato algum. Mas sei que daqui a cinquenta anos ainda me lembrarei de você exatamente da forma como eu lembro agora.
Não estou curada, talvez apenas esteja entorpecida pelos caminhos que decidi levar... Você escolheu outros bem antes de mim...
Hoje fui até a estação do metrô. Aquela mesma que por várias vezes te esperei, em algumas chorei ao ver você com outra pessoa. Sei que você está ali todos os dias...
Queria que você fosse o metrô e eu a estação final, assim eu saberia que mesmo que você visitasse outras estações durante o dia, quando a cidade adormecesse era ao meu lado que você iria repousar.
E queria... Como queria... E eu quis tantas coisas...
Algum dia olhe para trás e encontre meu amor nas cinzas do teu passado. Esse passado que é o que restou de um agora que não foi vivido.
Não esqueci, apenas desisti. Cansei de me machucar. Entenda como um adeus. Um nunca mais.
Você não me notou, mas na estação Santa Inês te vi, chorei e me despedi da história mais marcante da minha vida!"
Aline Alves

14 de mai de 2012

SE EXISTE AMOR




"Mesmo que o interesse acabe
E eu não suporte os teus defeitos
Se existe amor
Sempre haverá respeito


Ainda que nos separemos
E cada um siga o seu caminho
Se existe amor
Sempre haverá carinho


Por mais que não nos queiramos
Nada terá sido em vão
Se existe amor
Sempre haverá o perdão


Mesmo que não mais nos vejamos
E se um ainda pensar no outro
Se existe amor, um dia
Quem sabe exista o retorno?"
Thiago Lamas

11 de mai de 2012

PRAIAS E PERDAS




"Pegadas por toda parte
O som das quebradas do mar me acalma
Um quadro perfeito
Pendurado nas paredes do meu pensamento


Sentei na areia da praia
Esperando o sol nascer
A lua brilhava, imponente
Na escuridão da minha infinita solidão


Naquele paraíso noturno
Deitei e fechei os olhos
A luz branca em meu rosto
Iluminava e aumentava esse sentimento


Sozinho, eu imaginava
Por quanto tempo eu estava ali
Aguardando clarear o dia
Que preencheria de amor o meu coração


Nada vi
Nem percebi
Quando o sol raiou


É, dormi
E perdi
O momento em que você passou"
Thiago Lamas

8 de mai de 2012

SE EU FALTAR


"Se um dia eu faltar, se eu não mais estiver, se minha presença não mais existir, se em algum momento o calor do meu corpo se dissipar, se minhas palavras tantas vezes insistentes sessarem, se os olhos tantas vezes cheios de esperança se fecharem, se bater a saudade e não mais me encontrar... Lembre-se eu estive aqui no momento mais importante: O AGORA. E se por algum motivo essa saudade te machucar, perceba que você não soube aproveita o agora, portanto, está fardado a viver eternamente com a dor do “se”, do “talvez”, do “quem sabe”. Se nada disso acontecer, tenha certeza que você fez o que deveria ter feito no agora, assim terá o seu depois livre de incertezas e arrependimentos, e vai saber que o seu antes valeu a pena..."
Aline Alves

6 de mai de 2012

PELOS BECOS DA CIDADE




"Ando perdido na escuridão
Pelos becos da cidade
Atrás de qualquer emoção
Usando essa malquista liberdade


Quisera eu estar em casa
Vendo TV ao lado do meu amor
Mas pra fazer já não há nada
Então saio em busca de calor


Eu sei, é algo de momento
O frio volta a consumir
Retorno e tranco a porta por dentro
Me escondo e volto a me iludir


Por onde anda você esta noite?
Será que algum dia eu te encontro?
Que seja ao acaso, por sorte
Ou resultado da busca por todo canto


Mas por hoje eu estou sozinho
Estou gelado por fora e por dentro
Em meio à madrugada, só eu caminho
Procurando por algo que ainda não tenho"
Thiago Lamas

3 de mai de 2012

CARTAS AOS MEUS - IV


"Sempre me mostrei segura de mim mesmo que por dentro eu estivesse completamente amedrontada, mas olha como você consegue enxergar por entre as barreiras que eu criei.
Por muitas vezes me pego perguntando quem é realmente mais velho aqui, pois ao teu lado me sinto uma criança em busca de colo.
E ainda me disseram uma vez que eu não deveria confiar em ninguém, que pessoas mais novas não são maduras o suficiente e que a distância impede a criação de qualquer laço... Ainda bem que sou péssima em seguir conselhos.
Se sou a criança ou a adulta não sei, o que eu realmente sei é que ao seu lado me sinto diferente, perdida e entregue e ainda assim a salvo.
Talvez amanhã eu não esteja mais aqui ou talvez eu viva mais cem anos, não importa. O que realmente me importa é que nos dias que ainda me restam você esteja presente, pois desde que você surgiu o fardo se tornou menos pesado.
Viva a minha maturidade e deixe-me viver a sua juventude e assim unirmos tudo em uma única criação chamada amizade.
Hoje eu posso dizer sem medo, não há distância ou idade que interfiram em algo tão grande e verdadeiro!"
Aline Alves


CARTAS AOS MEUS - III


"Eu costumo a sempre falar em anjos, dizer o quanto eles são importantes e o quanto os invejo. Queria ter asas e voar por ai, sentir o vento no meu rosto e saber que a liberdade existe...
Depois de algum tempo percebi que enquanto eu me esforço tanto para imitar, você simplesmente é por natureza.
Eu permaneço na minha tola imperfeição de julgar, criticar e tentar ser o que não sou, mas você é tão sutil e mesmo assim tão firme em tudo.
Vejo você camuflar sua dor só para se importar com os outros e tentar roubar um pouco da dor deles.
Vejo alguém que sempre quer ajudar e que não mede palavras pelo bem dos outros.
Não vejo uma humana, vejo um anjo.
Vejo um ser iluminado que trás luz para vida de muita gente... Inclusive para mim.
Eu me escondo, me tranco, me guardo e ainda assim você está aqui...
Eu poderia agora agradecer em nome de todos que estão a sua volta, pelo simples fato de você existir.
Eu poderia dizer que você é indispensável na vida dos que te cercam e por isso é única e especial.
Poderia dizer frases manjadas que você deve estar cansada de ouvir.
Mas eu não posso falar pelos outros, muito menos dizer coisas que estão longe de alcançar o que você merece.
Muitas vezes eu não falo, eu não retribuo, eu não correspondo...
Se eu tenho o direito de dizer algo, digo apenas eu te amo...
Graças a você hoje eu sei que anjos existem e que muitas vezes não podem voar, mas que são capazes de nos tirar do chão."
Aline Alves



MAIS UMA MADRUGADA


"Mais uma madrugada em claro perdendo minha alma em coisas vãs.
A madrugada que chega e toma conta do mundo lá fora é a mesma que me faz acreditar que o dia não vai voltar a nascer. Talvez o sol volte a brilhar em algumas horas, mas em mim não a luz que possa clarear a alma.
Tenho estado tão perdida que já nem sei sobre o que escrevo ou pra quem dedico meus pensamentos.
A cada passo minhas pernas se entrelaçam e me jogam ao chão...
Sustento gloriosamente um sorriso em um rosto pálido. Doo palavras de conforto a quem precisa, mas não consigo confortar a mim mesma e então eu me pergunto: O que me resta?
Viver? Caminhar? Tentar?
Sinto que não sou o que veem e muito menos o que esperam. Meu maior medo é que não estejam mais aqui quando a verdade se tornar mais forte e tomar conta da mentira que eu sou.
Estaria o mundo preparado para a verdade ou será que está tão cego quanto eu?
Não sei o que é realmente pior, se guardar dentro de uma armadura e cobrir seus sentimentos com uma marcara por medo de tudo ou se é se expor e encarar de frente a vida.
Não sei se sou eu que não estou preparada para viver ou se é a vida que não se adaptaria a mim.
Sou um devaneio de Deus, uma mentira do destino, uma brincadeira da existência, uma contradição de verdades e pensamentos... Sou tudo e ao mesmo tempo nada.
Sou a falta que o satisfeito sente e a calma do desesperado.
Sou a certeza do incerto e o defeito do perfeito.
Sou a desgraça entre os que venceram...
E ainda assim sou a esperança dentro de alguns. A ruina aos olhos de outros...
Na verdade eu queria ser apenas eu mesma. Sem batalhas para lutar, sem mentiras para esconder, sem amores para esquecer e sem esse desanimo que faz com que a cada dia eu agradeça a Deus por um dia a menos nessa jornada. "
Aline Alves