31 de jan de 2012

CORROMPIDA


"Corrompida pelo ódio

Ódio de tanto amor que por você ainda tenho.
Ódio por olhar pra trás e ver tantas lágrimas
Ódio por não poder mudar o passado
Ódio por ser tão inocente
Ódio por ter lhe dado tudo que eu tinha.

Corrompida pela magoa

Magoa por tuas mentiras
Magoa por ter sido traída
Magoa por tantas noites perdidas
Magoa por tantas coisas que não passaram da vontade
Magoa por meu coração que ainda chora

Corrompida pela dor

Dor por tantas decepções
Dor por meu sangue no chão
Dor por meus pulsos cortados
Dor por um mundo que não crê
Dor por ver as pessoas duvidarem de Deus
Dor por tanta mentira e hipocrisia
Dor por tanto ódio... Tanta magoa...

Corrompida pelo amor

Amor que te dei
Amor, que me entreguei

O mesmo amor pelo qual vivi
E hoje faz de mim
Apenas nada!"
Aline Alves

SUFOCADA


"Me sinto vazia, uma música me sustenta por uma noite.
Me tranco em meu mundinho tentando fugir dos meus medos.
Mas você não apareceu, você me esqueceu?
Preciso de você pra parar o mundo um instante, um simples momento em que eu possa respirar, mas onde você está?
Tudo que eu quero é fugir daqui nesse momento...
Sempre proibida de fazer tudo... Tantas noites perdidas, desperdiçadas com lágrimas.
Mas ela nem ao menos se preocupa em saber como estou. Só consegue ver dentro de si mesma.
O tempo bom já passou e agora a escuridão aumenta.
Eu quero respirar, na verdade eu preciso respirar.
Preciso de você aqui pra quem sabe me salvar, me tirar daqui, mas cuidado ela nos observa a cada passo.
Me sinto cada dia mais sufocada.
Tudo o que quero nesse momento é sumir.
Me sinto vazia, uma música me sustenta por uma noite..."
Aline Alves


QUATRO



“Somos quatro, mas somos apenas um. Quatro partes de um todo. Quatro pedaços que se completam. Cada um com seu valor. Todos juntos, algo muito maior. Era apenas eu, sozinho em meu caminho. Até que, por uma a uma, fui me apaixonando. Hoje, juntos, somos fortes e temos nossos momentos de felicidade. Minha vida não é mais a mesma desde que somos eu e vocês: Música, Leitura e Escrita."
Thiago Lamas

ETERNA AMADA




“Eu andava tão descrente, até que te encontrei. Meu refúgio nas noites de insônia e solidão. Minha melhor amiga e companheira. Quem me compreende e ouve como ninguém. Na minha sinceridade, nem sempre diz o que preciso. Mas sempre diz a verdade. Nunca me julga. Nunca me trai. Escrita, tu és o meu espelho. És a minha eterna amada.”
Thiago Lamas

29 de jan de 2012

A MENINA, A MULHER


"Novamente ela vem, com seu jeitinho de menina indefesa. Tão frágil que me vejo na obrigação de lhe proteger. Vem com aquele jeito de falar baixinho, que me deixa completamente rendida.
A pele branca, o sotaque do sul, o jeitinho de menina...
Fico inquieta observando, tentando entender o que se passa em sua mente. Tão misteriosa que fico a mercê de suas vontades.
Eis que em questão de segundos a menina indefesa, se transforma na mulher atraente que me rouba a fala.
O jeitinho meigo da lugar as atitudes firmes e me vejo em suas mãos.
Tão decidida, tão dominante, tão minha...
Quando menina, eu era o brinquedo em suas mãos fazendo suas vontades, agora mulher sou parte de algo tão intenso que não sei descrever!
Eu que era tão firme e decidida em minhas ideias, me vejo perdida diante dela. Logo eu que prometi não me entregar novamente, estou aqui escrevendo sobre ela. Logo aquela que todos vêm como a menina segura de si, agora está completamente rendida.
Onde isso irá acabar? Será só um sonho ou uma realidade delirante? Ou será aquilo pelo qual esperei por tanto tempo?
Não sei dizer, e também não pretendo fazer nada, além de permanecer aqui observando, a mulher, a menina, a rosa... Aquela que hoje habita meus sonhos!"
Aline Alves

SUICÍDIO


Um copo em cima da mesa e alguns minutos de angustia esperam pacientemente uma decisão difícil. Algumas horas antes, ali estava um coração cheio de esperanças por um futuro diferente, mas agora não resta muito o que esperar.

O copo continua ali, fitando os momentos de dor que rasgam o silêncio da noite. Em seu interior guarda-se o mais nobre e puro veneno, cuja única missão é dar um fim a tudo isso.

O tempo se arrasta pela madrugada e silenciosamente observa os gritos sufocados em sua garganta. Como quem ouve uma ópera, o relógio na parede do quarto permanece em silêncio apreciando cada instante de desespero.

Sentada na cama, ela leva as mãos ao rosto, secando as lágrimas que começam a escorrer - um choro contido e mudo. Levanta-se, movendo os pés tão delicada e lentamente que o assoalho não emite som. A cada passo se lembra dos míseros momentos felizes que presenciou em sua existência.

Caminha vagarosamente até a mesa no canto do quarto. Ao lado do copo, havia um livro de capa preta que estava aberto em uma página qualquer. Ingenuamente, ela procura algo que pudesse amenizar sua dor. Tenta encontrar nas páginas amareladas aquilo que ninguém nunca havia lhe dito. Porém o destino faz mais uma de suas brincadeiras de mau gosto - o livro que poderia ser a sua única salvação a fere com as palavras mais cortantes que poderiam ser ditas naquele momento:

“Exausto, em meio a corpos e sentindo o cheiro podre da carne em decomposição, o soldado se retira do campo de batalha, segurando em uma mão a carta de sua amada e na outra a arma responsável por parte daquele mórbido cenário. Ele sabia que a guerra não havia terminado e que o inimigo voltaria mais forte, mas já estava cansado da batalha. Ele havia aprendido que o maior vencedor é aquele que sabe perder...”.

As lágrimas caiam tão intensamente de seus olhos que tornou-se impossível continuar lendo. Se senta à cama e pega-se lembrando de sua adolescência: um grande amor, uma gravidez não desejada, a rejeição de seus pais, o abandono do amado. A gravidez de risco, a luta pela sobrevivência de seu primeiro e único filho. Enfrentou o mundo para ter essa criança para seis anos depois enterrá-la a sete palmos, como se ela nunca tivesse existido. Foi brutal para ela ver o motivo de tudo aquilo sendo fechado eternamente num tumulo...

Segura com as mãos tremulas o fiel copo que permanecia a esperando, respira profundamente fazendo com que seu corpo sinta o ar pela ultima vez. Em sua mente ecoava as risadas que seu filho nunca deu, suas lembranças destacavam os momentos felizes que os dois nunca tiveram. Em seu coração a dor havia se tornado tão intensa, que anestesiava até mesmo a dor física vinda dos cortes em seu braços, mais uma de suas tentativas sem sucesso.

Lentamente ela esvazia a mente e vira em apenas um gole todo o conteúdo do copo. Usa seus últimos instantes antes do veneno fazer efeito para dar uma última olhada pelo quarto - uma espécie de despedida daquele que nos últimos dias havia sido seu único refúgio.

Aos poucos seu corpo vai ficando pesado, mas nada que se comparasse ao fardo que ela havia carregado por todos esses anos. Seus olhos começam a se fechar, como se quisessem compensar todas as suas noites de insônia. Por fim, seu corpo cai sobre o chão frio. Ela se despede do mundo sem muita cerimônia: sem amigos pra lhe dizer adeus, sem um amor que pudesse lhe dizer “sentirei sua falta”. Um adeus silencioso, sem incomodar o mundo que sempre a julgou e cobrou tanto. Talvez ela encontre seu pequeno do outro lado. Talvez consiga mais que isso. Quem sabe agora ela tenha a paz que esse mundo nunca lhe pode dar...
Aline Alves e Thiago Lamas

CASCA E ALMA




“Por fora, uma casca. Por dentro, uma alma. Ambas em constante metamorfose. O que se vê do lado de fora vai se moldando ao que vai se tornando o interior, reajustando, redecorando, re-colorindo. E assim é o ser humano e seu crescimento: um aprendizado diário, um acúmulo de experiência. Uma caminhada transformadora até seu último dia”.
Thiago Lamas

FRACASSO



“E mais uma vez vejo acontecer e nada posso fazer… Os mesmos erros, tudo de novo. A vida deveria ser um aprendizado constante, mas como um mau aluno vou ignorando as lições e me infringindo  essa dor intermitente. O quanto mais provo do fracasso, mais me sinto atraído por ele. Já aprendi a me levantar, mas caio proposital e instintivamente, por escolha própria. É algo com o qual me acostumei a lidar. É minha zona de conforto.”
Thiago Lamas

28 de jan de 2012

DENTRO DE TUDO QUE ACONTECEU


"Sei que já não sou quem eu era
Que meu mundo já não pertence a ela e que tudo se acabou
Sei que não sou quem ela sonhou, que não passo de um perdedor
Não sei como vão ser os meus dias sem você
Vou tentar viver
Mas não é tão fácil esquecer
Fiz tudo o que eu podia e te entreguei meu dia a dia
E o que me restou, se não tenho seu amor?
Passo os dias relembrando os momentos bons que tivemos juntos
Isso é o que me alimenta o que me mantém viva
Lembro daquele dia que eu te olhava e você sorria
E parecia que nada nunca ia acabar
Eu te contava as besteiras do meu dia
E você sempre dizia que nada ia mudar
Hoje vivo num mundo sem cor
Tudo perdeu o seu valor
Não sei se algum dia vou consegui superar
Preciso do teu olhar pra me guiar e me fazer volta a enxergar
Que nem tudo morreu, que nosso amor não se perdeu
Dentro de tudo que aconteceu ter um motivo pra continuar."
Aline Alves e Thaís Adriane

DOIS LADOS


“Todos somos dia e noite. Sol e lua. Como cara e coroa, dois lados da mesma moeda. O bem e o mal. Certo e errado se misturam, numa estrutura chamada humana. Não temos apenas uma face, mas duas. Yin e Yang: o tigre e o dragão. Um complemento. Um não vive ou sequer existe sem o outro”.
Thiago Lamas

MEU MUNDO


“A chuva cai lá fora e eu me tranco outra vez em meu mundo. Aqui, tudo é perfeito… do meu jeito. Perfeito pra mim. Abro um livro e viajo no conforto da minha cama. Ponho os fones, aumento o volume e nada mais me incomoda. E o papel é o meu mais fiel amigo. Me ouve como ninguém mais. Amanhece o dia, a tempestade cessa e eu tenho novamente de encarar a realidade. Recomposto, vivo o meu dia – para depois voltar e me trancar novamente em meu mundo”.
Thiago Lamas

CHUVA NA ALMA


"Todas as estrelas cairão e as nuvens encobriram o céu. A chuva vai cair mais forte que antes e irá molhar os vidros da janela do seu quarto. Um vazio incomum tomará conta de seu interior e talvez seus olhos se percam na escuridão.
Saudade...
Dor...
Arrependimento...
Culpa...
Inquietação...
O que o tempo não apaga a consciência se encarrega de deixar vivo...
O mundo quis te mostrar outro caminho, mas você quis se arriscar. Hoje é tarde, hoje a dor não vai passar. Hoje vai além do que se pode mudar..."
Aline Alves

27 de jan de 2012

ELE


“De longe me vigiava. Seus olhos me seguiam no breu da noite fria. Eu não sabia com que frequência, mas às vezes percebia. Então, numa noite como qualquer outra, ousou chegar mais perto. Com medo, apertei o passo. No mesmo ritmo, me puxou pelo braço e arrastou pra um beco escuro e sujo. Após uma breve luta, arrancou-me a vida. Despertei em poucos instantes, mas fora do meu corpo. Ele já tinha deixado a cena do crime, abandonando-me ali. Agora, sou apenas mais uma alma vagando por esta grande cidade, onde ninguém nota minha ausência. Enquanto ele ronda e persegue sua próxima vítima”.
Thiago Lamas

O NADA


“E dentro de mim apenas o nada. O nada que se foi. O nada que sobrou. O nada que eu me tornei. Uma vida vazia, com momentos vazios e sem emoção. À minha volta, pessoas vazias com palavras vazias me prendendo ao chão. Será você, desconhecido, quem vai me dar a mão e me tirar desse buraco? Ou terei eu de escalar sozinho os meus muros e enfrentar o que há do outro lado?”
Thiago Lamas

UM DIA NORMAL



"Um dia normal, como outro qualquer
O céu cinza lá fora e as palavras no papel
Só mais do mesmo, nada demais
Nada que você já não saiba vindo de mim
O som da chuva e o frio aqui dentro
Congelam as razões para não estarmos perto
Num dia normal como hoje, talvez
Você veja, por fim, que não há nada a temer
Que o que menos importa é o que vão dizer
Que o que há de verdade nisso tudo
Somos eu e você
Só eu e você."
Thiago Lamas

AMIGA SOLIDÃO


"Olá minha amiga, a quanto tempo não nos falamos.
Sabe, não é que eu não tenha notado sua presença, mas preferi ignorar.
Já vivi tanto tempo ao seu lado, que tive medo de não saber mais viver longe de ti. Busquei novos caminhos, conheci novas pessoas, me entreguei a coisas que não deveria, pra tentar te evitar. Mas aqui estou eu mais uma vez, rendida a você.
Não se preocupe, não irei lhe negar mais, sei que por mais que eu rode o mundo, é contigo que sempre irei estar.
Pessoas vêm e vão, fazem mais o mal do que o bem, mas você permanece aqui, silenciosa observando minha tola mania de tentar me encaixar nesse ciclo doente. E quando tudo acaba você está ali de braços abertos me esperando, e assim se instala mais uma vez em meu peito e não permite que eu me perca na dor.
Já vi muita gente rir da escolha do meu destino, achando que eu sigo em um caminho delirante e sem volta, mas prefiro ser assim do que me perder na futilidade de um mundo que não sabe pra onde vai.
Por isso, seja vem vinda de volta ao mais intimo de mim querida amiga... Solidão!"
Aline Alves


26 de jan de 2012

OS SEGREDOS QUE EU NÃO DIGO



"Mais um dia normal
Sentada na calçada
Folheando um jornal
Tentando achar você
Pois sem você aqui
Tudo é tão igual
E sem sentido
E o meu olhar perdido
No horizonte das tuas palavras
É o que me mantém calma
E que me faz entender
Que a melhor parte de mim
É você

Você tem os defeitos
Do jeito mais perfeito
Que alguém poderia ter
Não te peço mais nada
Só tente me entender
Não há dia completo
Sem falar com você
E mesmo que eu tenha que nadar
Contra a força da correnteza
Não me importo em não ter o céu
Se eu tenho as estrelas"
Aline Alves

EU NÃO QUERO IR


"Mas eu não, eu não quero ir
Me sinto sempre só
Meu pai se foi, cedo de mais
Todos estão distantes
E eu, eu já não sei mais pra onde correr
E eu ainda choro
Em uma tola ilusão
Como se algum dia você fosse se importar"
Aline Alves

NO OUTRO LADO


“Uma muralha entre nós. Um verdadeiro abismo. Como faço pra te alcançar? Sinto as suas mãos geladas e os seus olhos petrificados não me dizem nada. Quando vou te encontrar de novo? Tua presença me acalmava, suas palavras me davam o conforto que eu precisava. Agora eu só sinto o pavor de permanecer aqui sem você. Mas um dia ainda vamos nos encontrar. No outro lado da vida te abraçarei e sentirei o teu calor… No infinito.”
Thiago Lamas

DIFERENTES



“Pessoas diferentes.
Origens diferentes.
Raças diferentes.
Pensamentos diferentes.
Costumes diferentes.
Momentos diferentes.
Vidas completamente diversas, mas o mesmo sentimento.
O amor não divide, mas torna a mais improvável união possível.”
Thiago Lamas

VIDA A DOIS


“Alguém pra viver comigo, pra dividir a casa, a cama. Pra cozinhar e dormir junto, conversar. Pra ver um filme esparramado no chão da sala, enrolado no edredom, num dia chuvoso. Pra olhar ao despertar e beijar antes de dormir. Pra compartilhar os medos e tempos difíceis. Pra dar a mão num passeio à beira-mar. Alguém pra dividir a vida, pra fazer da vida de dois, apenas uma. Uma vida pra chamar de NOSSA.”
Thiago Lamas

QUANDO A MORTE VIER


"E quando a morte vier me buscar
Se lembre da troca injusta que fizemos
Das palavras de amor
Por brigas sem sentido
E talvez uma lágrima role pelo seu rosto
E talvez você se lembre de mim
Talvez agora você pense que deveríamos ter tentado de novo
Talvez você sinta a dor do fim

E quando ver que eu não vou voltar
E que não é algo que você possa mudar
Como sempre fez
Talvez se arrependa
De ter mantido distância
De quem deveria estar mais perto"
Aline Alves


FALANDO ÀS PAREDES


“Não sei se falo para as paredes, ou se você realmente me escuta. Não é a intenção, mas elas parecem se importar mais, então são elas que eu encaro, enquanto recito minhas palavras em vão – minha tentativa inútil de dizer o que eu sinto, mas quero deixar de pensar, dizer, amar. Não faz mais sentido ficar. Ir parece ser a melhor decisão. Me abrace, e eu te direi adeus.”
Thiago Lamas

CICLO



“Abrir os olhos. Levantar. Se arrumar e sair. Festa. Troca de olhares. Conhecer. Se apaixonar. Romance. Momentos inesquecíveis. Desentendimento. Briga. Palavras ditas sem pensar. Choro. Compaixão. Perdão, ou quase isso. Outro dia, novo confronto. Mais palavras no calor do momento. Mais lágrimas. Remorso. Nova tentativa, mais um tempo. O sentimento esfria. Olhares distantes, beijos mornos. A relação perde o sentido. Uma conversa difícil, diálogo desconcertante. Fim decretado, um pra cada lado. Coração partido, cheio de dor e dúvidas. O tempo passa. Um novo e belo dia. Abrir os olhos. Levantar. Se arrumar e sair… E um novo ciclo se inicia.”
Thiago Lamas

O ANJO E A ROSA



Quando Deus o criou lhe deu a mais difícil missão: 

"Serás o anjo que irá cuidar de minha mais bela criação. 

Cuidaras da minha bela rosa e farás tudo por ela. 
Quando ela chorar és tu quem vai fazê-la sorrir. 
Quando ela se sentir só, és tu quem irá preencher seu coração. 
Quando ela gritar, és tu quem irá espantar seus medos. 
E quando ela estiver prestes a morrer, tu darás tua vida por ela" 

E assim o obediente anjo fez... 

Mas a rosa que ele insiste em cuidar 
Sente prazer em lhe machucar 
Crava espinhos em seu peito, 
Leva os sonhos de seu coração, 
E quando já não há mais o que fazer 
Ela faz tudo outra vez, só para se sentir bem. 

O anjo não consegue mais voar 
Dizem que os anjos são imortais 
Mas este parece padecer 
A cada dia que passa ele está mais cansado 

Deus ao ver o que estava acontecendo 
Se voltou para o pobre anjo e lhe disse: 
"Meu querido filho, vou acabar com teu sofrimento. 
Irei lhe trazer novamente para junto de mim. 
Você já cumpriu tua missão." 

Mas com lágrimas nos olhos o anjo disse à Deus: 
"Obrigada meu senhor, mas peço que me deixes ficar!" 

Deus espantado lhe pergunta: 
"Estou lhe dando o paraíso. 
Essa é a chance para você parar a dor, 
Por que insiste em ficar?!" 

"Desculpe mas me apaixonei por tua criação. 
Nada sou longe da rosa. 
Mesmo que meu coração esteja ferido, 
Ou que eu perca as forças 
Nada sou longe dela. 
E mesmo que ela não saiba, 
Ou até mesmo despreze o que sinto 
Ainda assim estarei aqui. 
Para ser seu anjo, seu amigo, seu companheiro, 
Ou simplesmente seu! 
Não há felicidade longe de quem se ama. 
E se é preciso sangrar para estar ao teu lado, eu sangrarei 
Se for preciso chorar, eu chorarei. 
Mas jamais irei abandoná-la. 
E quando minhas forças acabarem 
Em teus ensinamento buscarei me reerguer. 
Talvez eu seja ingênuo, 
Mas mesmo que tu me leves ao paraíso 
Será como estar no mais profundo abismo 
Rodeado por lágrimas e dor. 
Desculpe, mas nada sou sem o amor." 

"Meu filho,tu acabas de encontrar a essência de tudo que existe. 
O que move o céu e a terra. 
A razão pela qual eu criei o mundo. 
Você encontrou aquilo que nenhum humano jamais conseguiu. 
A maior virtude de qualquer ser é amar e em troca amado ser! 
Mas se não fores amado, tua virtude é ainda maior 
E teu mérito reconhecido. 
Pois és capaz de manter o mais sublime dos sentimentos 
Mesmo sem receber nada em troca 
E ainda assim se alegrar pelo simples fato de amar!"
Aline Alves

PEQUENA FLOR


"Olá pequena flor, o que te levou a desabrochar e abrir tamanha beleza aos meus olhos?
Logo hoje que voltei a ver a luz do dia, após tanto tempo de tempestade e escuridão?
Mas como pode Deus brincar dessa formar e dar vida a algo tão lindo?
É como se cada pétala tua exalasse uma essência que nem os maiores poetas poderia m traduzir pro papel, mas mesmo assim aqui estou, audaciosa e talvez inocente, tentando descrever-te...
Tolice a minha! Como se eu fosse capaz de uma façanha dessas...
Queria por muitas vezes tocar-te, sentir o teu perfume...
Mas essa distância insiste em me rasgar o peito e te afastar de mim, impedindo que eu te sinta, te toque...
E eu fico aqui, presa em mim, imaginando um milhão de coisas, pensando em te roubar e saciar essa sede que me toma quando lembro de ti, mas logo lembro que uma rosa quando é arranca de seu lugar, murcha e morre, logo não pode mais perfumar o jardim no qual ela era a maior estrela...
Então logo me contento em observar, admirar...
E assim saber que o melhor jardineiro não é aquele que colhe flores todos os dias e enche sua casa, pois estas logo morrem, mas sim aquele que sabe cuidar e apreciar as flores no jardim, pois essas vão desabrochar na hora certa e assim serão as mais lindas, não para uma única pessoa, mas para o mundo!"
Aline Alves

O DEFEITO DO POETA



“Sabe qual o maior defeito de todo poeta? Não é amar de mais, muito menos traduzir pro papel sentimentos que muitos afogam dentro de si. Um poeta não se torna menos humano por se dedicar as coisas abandonadas pelo mundo consumista, pela correria dos dias que perseguem as pessoas. Um poeta não se desmerece por ver além da funcionalidade humana... O defeito que persegue todo poeta é a capacidade de se prender a uma dor até que seu sangue não flua mais, de se manter ferido até o ultimo momento para que isso mantenha viva a chama que queima ardentemente dentro de si. Ser poeta não é se encher de sentimentos, mas se manter sensível diante da dor e ainda assim expressar um sorriso apenas pelo prazer de ver a pessoa que mais se ama bem...”
Aline Alves