13 de set de 2014

O HERÓI E A PRINCESA


"Firmei minhas mãos no volante do carro quando elas começaram a soar.
Eu falava sobre qualquer coisa e olhava para frente, por medo de encará-la.
Parei o carro em uma rua qualquer, respirei fundo pra tomar coragem, esperei o momento e a beijei... Acho que eu seria leviana se tentasse descrever o que senti.
Me perdi entre um suspiro e outro e quando me dei conta seu corpo estava sobre o meu. Ela me olhava, me mordia entre um beijo e outro, me provocava e eu me sentindo uma criança em suas mãos.
Foi como sol e lua num eclipse lindo e perfeito. Como Yin e Yang que precisam um do outro para manter o equilibro. Como a chuva se misturando a luz do sol e colorindo o céu na aquarela de um arco-íris.
A noite se foi e meu corpo que antes tremia, agora estava esquentando o dela. Se antes ela me dominava, agora eu me sentia o herói protegendo a princesa.
Um dia foi ela o fogo com o isqueiro, mas foi o desejo dela que queimou em mim.
O que me resta afinal é esperar e aprender a me adaptar, na vontade que aquela noite se repita várias vezes."
Aline Alves

Nenhum comentário:

Postar um comentário