15 de fev de 2012

INCOMPLETO





"Um balde de água fria
Uma estaca em meu peito
Tão feliz, outrora
Agora, só o medo
O medo de trilhar sozinho
O meu solitário caminho
Decepção, me leve
Me enterre em sua mais profunda cova
Me abandone lá pra apodrecer e sumir
Lamentando por ser sempre metade
Incompleto toda vida
Mais uma vez me encontro
Com esperanças arrancadas
Extirpadas num golpe
Só a sensação gélida
De um balde de água fria
E uma estaca em meu peito."
Thiago Lamas

Nenhum comentário:

Postar um comentário