18 de abr de 2012

OBRIGADO




"Numa rua qualquer, eu andava
Vagando sem rumo, sem direção
Algo novo eu procurava
Até que você me estendeu a mão


Me guiou por onde eu não conhecia
Apresentou tanta coisa nova
E aquelas ruas, antes escuras
Agora você ilumina e renova


Os meus olhos se abrem
Minha mente se expande
O meu leque aumenta
Mas você é constante


E, mais a frente, estaremos fortes
Se, contudo, estivermos juntos
Ao seu lado eu tenho sorte
Com você, meu nada é muito


Obrigado por tudo isso
Por me mostrar o mundo
Sem você, eu não seria eu
Seria cego, surdo e mudo"
Thiago Lamas

Nenhum comentário:

Postar um comentário