11 de abr de 2012

TE IMPLORO




"Eu nunca te pedi nada.
Nunca pedi pra ficar, por mais medo que eu sentisse.
Pra segurar minha mão no escuro.
Pra me abraçar no inverno.
Me segurar quando bebo.
Rir das minhas piadas sem graça.
Estar por perto em qualquer momento, seja de comemoração ou dor.
Mas agora eu te imploro, com todas as minhas forças:
NÃO MORRA!
Te ver deitado nessa cama, sem qualquer reação, acaba comigo.
Egoísmo? Sim.
O céu pode esperar mais alguns bons anos.
Eu não. Eu não vivo sem você.
Eu te proibo terminantemente de me deixar.
Te dou meu sangue, meus pulmões, rins.
Tudo o que você precisar.
Divido minha própria vida, mas não morra.
O meu mundo não existe sem você, pois você é o meu mundo.
Então não se vá, caso contrário terei de ir junto.
E ainda não é a nossa hora.
Não tire de mim a razão de existir.
Então fique.
Abra os olhos.
Diga o meu nome.
E então voltaremos pra casa."
Thiago Lamas

2 comentários:

  1. Poema fantástico! Como eu fui feliz em propor essa parceria!

    ResponderExcluir
  2. Paaaaaaaaaaaaaaaaaara... KKKKKK Obrigado, Line. A honra é toda minha!
    -Th.

    ResponderExcluir