11 de mai de 2012

PRAIAS E PERDAS




"Pegadas por toda parte
O som das quebradas do mar me acalma
Um quadro perfeito
Pendurado nas paredes do meu pensamento


Sentei na areia da praia
Esperando o sol nascer
A lua brilhava, imponente
Na escuridão da minha infinita solidão


Naquele paraíso noturno
Deitei e fechei os olhos
A luz branca em meu rosto
Iluminava e aumentava esse sentimento


Sozinho, eu imaginava
Por quanto tempo eu estava ali
Aguardando clarear o dia
Que preencheria de amor o meu coração


Nada vi
Nem percebi
Quando o sol raiou


É, dormi
E perdi
O momento em que você passou"
Thiago Lamas

Nenhum comentário:

Postar um comentário