31 de out de 2012

CHEGA!


"Manhã nublada de outubro que acaba de nascer, fruto de uma noite inquieta onde não consegui  adormecer...
Pensei  tanto nela, no mundo e nas voltas da vida. Ouvi velhas músicas pra relembrar momentos... Deixei algumas lágrimas acompanharem cada ruído que a música fazia.
Por algum momento me senti fraca, por outro fria. Me senti distante, mas prevaleci me sentindo vazia.
Pensei por alguns momentos em quem eu sou e em quem pensam que sou, será mesmo que existe alguma coerência nisso?
Apenas cansada de falar da dor, da solidão... Vazia de mais para falar do amor ou da felicidade.
Temo que eu esteja me afundando, pois nem mesmo o cigarro que me acalmava não gera mais efeito...
E que sentido faz vir aqui e escrever tudo isso se nada vai mudar mesmo?
Chega!"
Aline Alves

Nenhum comentário:

Postar um comentário