5 de mai de 2013

ENTRE DELÍRIOS E PENSAMENTOS SENTIMENTAIS


"Dia frio de sorrisos árduos
Tão denso quanto um céu nublado
Dolorido como afagos de um arame farpado
Com as dores de um viajante descalço.

Entre disparidades e imparcialidades
Tornou-se alto o preço da passividade
Formando uma divida eterna entre a consciência e a realidade

Canções e vozes ecoam por todo lugar
Singularmente tentando me fazer enxergar
A vida real que havia entre as flores mortas

Mais um gole de água pura, tão normal e sem gosto
Contrapondo o sabor de dias de fel e esforço"
Aline Alves

Nenhum comentário:

Postar um comentário