17 de set de 2013

ALINE POR ALINE


"É preciso sentir pra saber como agir e tentar não desistir da caminhada.
E foi sozinha que me encontrei. Distante da realidade das multidões, mas perto de quem realmente sou.
E mesmo que os pensamentos ainda sejam os mesmos o grande fato é que o caminho é diferente e meus pés estão se acostumando em pisar em terrenos arenosos.
Com o tempo a gente começa a entender que difícil mesmo não é acender a fogueira, mas sim mantê-la acesa a madrugada toda. E infelizmente nem toda fogueira pode nos aquecer...
Entretanto vale o aprendizado de que nem sempre dizer tudo é o melhor. Muitos falam demais para sentirem-se superiores ou por cima em alguma situação, porém estes frequentemente acabam tornando-se escravos de suas palavras e eternos mestres na arte de se arrepender por não pensar antes de dizer. Entendi isso quando aprendi a me calar e observar as pessoas, pois se você não pode fazer o bem com o que diz é melhor não fazer nada mantendo-se em silêncio.
Avisa lá do outro lado que hoje a Ana Julia do Los Hermanos e vou me perder no ar.
Não deixe de dizer que sou a Renata do Tihuana e não posso esperar pro resto da vida.
Diga também que sou a Natasha do Capital, tenho sete vidas, mas ninguém sabe de nada.
E com tudo isso eu sou também sou o Maurício do Legião e sei que tudo que sonhei foi um sonho meu, mas vejo o quanto a solidão me cai bem.
E com tudo isso não deixei de ser a Aline do Skore, que vai levar flores em seu funeral. Sou a Aline do Abril que espera parar de chover e crê que as canções que eu fiz consigam dizer algo sobre o que eu sinto.
Sou a todas as Alines, menos a mesma que fui por anos. Sou todas elas numa só, mas sou uma só diferente delas.
Sou uma árvore no deserto, lutando para sobreviver mesmo com as adversidades e esperando que alguma tempestade seja bela o bastante para balançar meus galhos. E mesmo que as folhas mais fracas caiam, ainda assim me sentirei completa ao saber que não há sol escaldante que possa secar a vontade de viver que jorra dentro de mim!"
Aline Alves

Nenhum comentário:

Postar um comentário