26 de mar de 2013

VIVENDO O SALMO 30:5


"Que a dor dure apenas uma noite.
Que seja como uma chuva de verão que rapidamente se desfaz.
Que seja apenas uma música ruim que toca no carro ao lado do seu, mas que vai embora assim que o sinal abre.
Que seja um gosto amargo que acaba quando se come um doce qualquer.
Nunca fui de acreditar na felicidade, mas dessa vez quero me permitir.
Acredito que não exista felicidade plena, assim como acredito que a tristeza de hoje vai passar assim que o sol invadir meu quarto pela manhã.
Que essas lágrimas sirvam apenas para que o sono venha mais rápido e eu adormeça.
Que esse aperto no peito seja apenas para lembrar do meu estado humano frágil.
Que as lembranças ajudem a mostrar que um dia valeu a pena e que de alguma forma, mesmo com os erros, eu signifiquei alguma coisa.
Que meus pensamentos fixos nisso me lembrem que não sou uma boa pessoa, mas que me importo.
Que pela manhã eu erga a cabeça e sorria... Apenas sorrir mais uma vez...

'Pois a sua ira só dura um instante, mas o seu favor dura a vida toda; o choro pode persistir uma noite, mas de manhã irrompe a alegria.'

Apenas sorrir mais uma vez!"
Aline Alves

Nenhum comentário:

Postar um comentário