27 de jun de 2013

EM UM REINO NÃO TÃO DISTANTE


"Não existe conto de fadas ou finais felizes, existe a vida real, injusta e implacável.
Não é tempo de fomentar sonhos ou dar força aos sonhadores. É tempo de colocar os pés no chão e abrir os olhos para o desastre que eclode bem a nossa frente.
O príncipe no cavalo branco não vai chegar, talvez apareça alguém no caminho disposto a dividir as dores, mas acredite ninguém irá curar o que há em você.
Não há 'felizes para sempre'. Há apenas o aqui e agora, cheio de incertezas e buracos, ilustrado com rabiscos em preto e branco.
O que passou não se apaga ou termina quando viramos a página, o passado é o fio que amarra quem somos ao futuro tecendo assim nossa história.
E nenhuma frase feita vai explicar o que seus pensamentos gritam desesperadamente toda noite enquanto a cidade dorme. Mentes conturbadas nunca descansam, pensamentos insanos não dissipam, paranoias multiplicam-se quando tentamos reprimi-las...
Não existe maçã envenenada, mas existem verdades duras. Não existe despertar com beijo, mas existem cobranças cruéis. Não existem amigos fieis e inseparáveis, mas existem companheiros de jornada. Não existem heróis de capa e espada na mão, existem apenas circunstâncias e a necessidade de ter sorte.
Fada madrinha? Esqueça! Nos momentos mais difíceis você só poderá contar com sigo mesmo e às vezes nem isso.
Não haverá carro feito de abobora, sua realidade vai estar muitas vezes presa em um ônibus lotado em um engarrafamento de segunda-feira.
E a madrasta má muitas vezes é toda a sua família...
Com tudo mesmo que o terreno seja infértil para plantar sonhos, existem indícios que se não houver insistência em sonhar a realidade irá tomar até a última gota de sanidade que há em você...
E ai você me pergunta: 'Quem é você para definir o que eu posso sonhar, como eu devo viver e no que posso acreditar?'
E eu lhe respondo meu caro, sou apenas mais uma. Não tenho nada diferente ou talvez tenha tudo completamente diferente de tudo, não sou especial, não tenho uma história surpreendente de vida e de superação, não venci, não fiz por mim, não arrisquei, não lutei pelo que eu queria e nem posso te obrigar a crer em tudo que eu disse. Eu sou apenas a consequência dos erros de muitos, sou o resultado de uma brincadeira de mau gosto do destino, sou o fim de uma história que deveria ser feliz, sou tudo que há no vazio e o nada que restou de alguém que até pouco tempo sonhou... Sonhou mais do que deveria e acabou levando uma surra da realidade!"
Aline Alves

Nenhum comentário:

Postar um comentário