4 de ago de 2013

O FIM E OS MEIOS


"Tanta coisa entalada na garganta
Eu gostaria de dizer
Tantas noites mal dormidas
Por tantas vezes calar
Essa vontade louca de abrir a boca
E te mandar pra...

A realidade não condiz às fantasias
Que você criou
Não há jeito de provar essas mentiras
Que você contou
Que vontade louca de abrir a boca
E te mandar pra...

Cansei de você
Das mentiras mal contadas
Não dá pra entender
Fatos são atos não histórias
Inventadas por você
O fim não justifica os meios
Cala a boca, morda a língua
Ou então vai se f..."
Thiago Lamas

Nenhum comentário:

Postar um comentário